The Heart of Betrayal

Olá Jujubas e Amendoins queridos! Como ta a vida de vocês? Hoje eu não fui para aula, os ônibus e metro entraram em greve, o que é ruim porque atrapalhou a vida de muita gente, mas é bom por que o motivo era para um bem maior; lutar contra a reforma da Previdência. Como fiquei em casa acompanhando pela tv a greve e “ganhei” esse tempo em casa vim fazer esse post sobre a minha primeira leitura de 2017: The Heart of Betrayal.

The Heart of Betrayal é a continuação de The Kiss of Deception, da autora Mary E. Pearson,  publicado aqui no Brasil pela editora DarkSide e não, ele não é em inglês, apenas publicaram ele com o titulo original hahaha.

Já fiz post sobre The Kiss of Deception então se você quiser dar uma olhada clica aqui.

wp-1488784310463.jpg

Eu já devia ter feito esse post desde de Janeira, mas toda vez que eu pensava em escrever sobre, eu não conseguia achar as palavras, a historia me pegou de um jeito que eu temia não conseguir expressas com a magnitude que ela merece.

Se você ainda não leu The Kiss of Deception desculpe mas a partir daqui vai ter muitos spoilers, então é melhor você não continuar o post a não ser que você não se importe hehehehe

.

.

.

The Heart of Betrayal começa exatamente onde terminou The Kiss of Deception o que eu amo em continuações. O grande mistério do livro anterior fora revelado e sabemos muito bem quem é Kaden e Rafe, confesso que eu estava torcendo por Rafe no livro anterior o tempo todo hahaha, tão bom poder dizer isso. Mas enquanto Kaden arrastava Lia pelo deserto para Venda, eu não consegui odia-lo, o que é um absurdo, mas acho que era intenção da autora, nos colocar em xeque. De certa forma ele estava salvando a Lia de ser morta por outro assassino contratado.

Lia e Kaden

Lia chega a Venda e é visível a brutal transformação que ela sofreu atravessando o deserto, eu temia em o que a morte do irmão a transformaria. Mas então começa a dança da cadeira, onde os participantes precisam mentir para continuar na brincadeira. Eu fiquei abasbacada com as artimanhas de Kaden, Rafe, Lia e Komizar nesse livro.

Kaden mente dizendo que Lia tem o dom e a considerou um premio para o Kimozar. O Komizar finge que acredita, afinal esta na cara que seu fiel Assassino esta caído de amores por Lia e é quase uma tradição em Venda o Komizar morrer na mão de seu próprio Assassino.

Rafe

Rafe finge ser um o Emissário do Príncipe ( no caso, ele mesmo) com intenções de criar uma aliança com Venda e derrubar Morrighan. Lia finge não saber que Rafe é o príncipe de Dalbreck e mesmo o amando de todo coração ela precisa fingir que o odeia, para sustentar sua mentira e mante-lo vivo. Afinal, Venda não faz prisioneiros.

“Então, moço fru-fru, Emissario do Principe”, disse o Komizar, “qual é essa mensagem tão importante do seu regente?”

“Como eu disse antes, essa mensagem é para seus ouvidos somente.” Os olhos do Komizar ficaram incendiados de repente: “Não insulte meus irmãos.” Os governadores grunhiram ameaças. Rafe cedeu. “O rei de Dalbreck está morrendo. É uma questão de semanas, talvez dias. Até então, as mãos do príncipe estão atadas. Ele nada pode fazer, mas logo a mão do poder passara a ele. Quando isso acontecer, as coisas serão diferentes. Ele quer estar preparado para isso. O príncipe e o pai dele tem ideias muito diferentes em relação a alianças e poder.”

“Que tipo de ideias?”

“O principe tem vista para o futuro. Ele acha que alianças por meio de matrimonio são primitivas e vê uma aliança com Venda como sendo muito mais benéfica para Dalbreck do que uma aliança com Morrighan.”

São tantos planos e tantas opções dos planos darem errado, que em alguns momentos do livro você vai ficar numa agonia, eu queria poder ler as paginas mais rápido do que eu conseguia hahahaha tamanha minha ansiedade para saber o que iria acontecer.

Kaden e Rafe ainda competem por Lia e ambos estão dispostos a qualquer coisa para mante-la a salva, ainda que dela mesma e de sua língua afiada. Lia habilidosamente e com um punhado de sorte dribla as humilhações que o Komizar a submete por puro capricho como a fazer andar vestida apenas com um saco de batata.

Rafe tem que esconder como as humilhações que Lia é submetida o afetam e mais que isso, tem que ignorar uma Lia cheia de amores por Kaden.

O Komizar sorriu. Eu não gostava do rumo que aquele seu jogo estava tomando. Ele esfregou o queixo. “Ou eu poderia simplesmente trancafiá-la junto com o emissário? talvez isso fosse melhor. Manter os dois prisioneiros juntos? Diga-me, Jezelia, o que você preferia? Deixarei a escolha para você.”Os olhos do Komizar ficaram pousados em mim, frios e desafiadores. Será que meus olhares cheios de ódio para o emissário tinham parecido genuínos ou obviamente planejados? Sempre há mais coisas que podemo ser tomadas. Ele estava procurando por mais alguma coisa que eu valorizasse alem de uma corda em volta da minha cintura.

Minhas mãos tremiam em meu colo debaixo da mesa. Apertei-as, cerrando-as em punhos, e endireitei-as, forçando-as a me obedecerem, a serem convincentes. Empurrei minha cadeira para trás e fiquei em pé, parada, ao lado de Kaden. Ergui a palma da minha mão até a bochecha dele, e então puxei seu rosto para junto do meu, dando-lhe um beijo longo e cheio de paixão. as mãos dele deslizaram até a minha cintura, puxando-me mais para perto de si. A sala irrompeu em assovios e sibilos. Lentamente eu me afastei dele, olhando nos olhos surpresos de Kaden.

“Acabei me sentindo confortável com o Assassino depois da longa jornada pelo Cam Lanteux”, falei ao Komizar. “Ficarei com ele em vez de ficar com aquele parasita traiçoeiro.” Desferi para Rafe um ultimo olhar de ódio, ao qual ele retribuiu com uma olhada de relance, cheia de fúria fria. mas ele estava vivo. Por ora, ele era algo que não valia a pena ser tomado de mim.

Komizar

Depois de tanto se falar do Komizar enquanto atravessava o deserto com o Kaden e a Lia, eu não sabia o que esperar dele, sentia até um frio no estomago com encontro dele com Lia. E eu amei odiar ele, amei as artimanhas dele, amei o personagem por que ele realmente foi um vilão daqueles que a gente tem vontade de não gostar. Se em The Kiss of Deception a gente não sabia quem era Kaden e Rafe, muito menos quais as suas reais intenções, em The Heart of Betrayal tudo pode ser uma grande mentira, até o final do livro eu esperava que tudo podia acontecer. Eu não vou contar mais informações porque as surpresas que se desdobram no decorrer da historia é que a tornam tão deliciosa de ler.

Consideração final

capa-beauty-of-darkness-3d-darkside-books-lancamento-marcoSó mais uma coisa que eu achei muitoooooooo bacana é como a Lia começa a entender o que é o dom, e mais revelações sobre a historia de Venda e das 3 irmãs, imagino que no ultimo livro The Beauty of Darkness, que vai ser publicado dia 29 de Março, (todos comemoram!!!!) Lia vai sair do deserto toda poderosa porradeira.

Algumas cenas de Lia vivenciando a cultura do povo de Venda é bem emocionante, ela tinha uma visão pejorativa do povo de Venda, chamava eles de bárbaros, desmerecia sua cultura e seu idioma, com ela é aceita pelo povo de uma forma tão honrosa, logo ela que sempre desmereceu até mesmo os próprios costumes. Da para sentir o quanto ela amadureceu, o quanto ela mudou e está mais guerreira e menos impulsiva.

Falo tão bem dessa historia para as pessoas e vou repetir sempre, que é o tipo de livro que eu queria ter lido quando mais nova, então se você conhece uma jovem leitora que busca algo emocionante é essa a saga. Espero que vocês tenham gostado, deixa aquele comentário bacana para eu saber sua opinião.

Segue o nosso canal e ajuda a gente a crescer lá também: https://www.youtube.com/channel/UCAuRyH_emAvRHBvZmwPouLA

bjs de luz

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: