O Lar Para Crianças Peculiares Filme versus Livro

Olá Jujubas e Amendoins, o post Pipoca de hoje é sobre o novo filme dirigido pelo Tim Burton, O Lar para Crianças Peculiares, inspirado no livro de Ranson Riggs O orfanato da Srta. Peregrine para crianças Peculiares, publicado inicialmente aqui no Brasil pela editora Leya, mas agora é pela editora Intrínseca.

picsart_10-03-06.50.13.jpgA historia é narrada na perspectiva do personagem Jacob Portman, um adolescente com poucos amigos que cresceu ouvindo as historias do Avô paterno Abe (Abraham Portman) sobre sua infancia num lar adotivo, coordenado por uma rigida mulher chamada Peregrine e seus dias com as crianças Peculiares do lugar. Abe jurava que cada uma deles tinham poderes, quando mostrava as antigas fotos das crianças, mas ele tambem dizia que monstro estavam atras dele…Vovô Abe era desacreditado pelos adultos, o pai de jacob assumia que o pai tinha uma vida particular escondida, que ninguem sabia bem o que ele fazia, mas envolvia viagens inesplicaveis. Com os anos ele começou a ficar ainda mais obsecado com suas historias de monstros e Jacob se afastou dele. Tudo muda quando Jacob encontra o avô agonizando a alguns metros do condominio que ele morava, o avô estava morrendo mais deixou uma pista. E contrariando o que os legistas disseram ser um ataque de cão que causou a morte de Abe, Jacob fazendo uso de pistas que o avô deixou, viaja para uma ilha em Cairnholm, onde o suposto orfanato que o avó cresceu fica. Os pais de Jacob aconselhados pelo psiquiatra do garoto Dr. Golan acreditam que a viagem vai fazer Jacob aceitar a morte do avô e se convencer de ele não lhe deixou pistas para seguir, que não existe monstros e  ao contrario do que ele acha, foi mesmo um cão que matou Abe.

Jacob não só encontra o orfanato, ele encontra as crianças Peculiares e elas ainda são as mesma das fotos de decadas atras, que seu avô lhe mostrou. Tudo por que elas vivem em uma fenda do tempo. Srta. Peregrine é a diretora da Fenda de Cairnholm, ela é uma Ymbryne, capaz de mudar de forma para um passaro Peregrino e manipular o tempo.

lar-das-crian__as-peculiares-meros-devaneios

Todas as noites ela reiniscia a fenda, então todos os dias na Fenda é 3 de Setembro de 1940 e por isso dentro da fenda ninguem envelhece.

tumblr_o92n7jtbt71u61oobo1_500

Essa é a forma das Ymbrynes proteger suas crianças Peculiares dos Acolitos e dos Etereos. São Um grupo de Peculiares, que se submeteram a uma mutação e se transformaram em monstros Etereos e hoje para assumir novamente a forma humana precisam se alimentar de uma quantidade relevante de Crianças Peculiares e se tornar Acolitos, paressem humanos, mas seus olhos são brancos, vazios, sem pupila.

E é ai que Jacob descobre seu poder Peculiar, ele pode ver os Etereos, que são invisiveias aos olhos dos demais. Assim como seu avô, Jacob tem a responsabilidade de proteger as crianças, era isso que ele fazia e era esse o legado que ele pretendia dar ao Jacob.

Agora que já deixei você interado da historia, no caso de você não ter lido o livro, mas estar querendo ver o filme, recomendo que não leia mais pois vou fazer comparaçoes do filme com o livro e vai ter SPOILER!!!

Se você já leu o livro e ainda vai ver o filme, a unica coisa que vai acontecer é eu te decepcionar, sorry, mas eu vou escrachar o filme.

Fiz um outro post logo que saiu o primeiro trailer do filme aqui

Avisos dados!!!

A introdução do filme, onde mostra o nome dos atores, me deixou arrepiada, as musica e a fotografia me fizeram sentir uma emoção que eu lembro ter sentido nas aberturas de Harry Potter, mas acho que esse é o maximo que eu consegui chegar em um elogio para o film, por que parou por ai.

No filme: A personagens Shelley, uma funcionaria da rede de farmacia que trabalha com o Jacob o leva até acasa do avô, e ela tem um revolver que atira no suposto monstro que Jacob diz ver ao lado do corpo do avô. No livro: Jacob tem apenas um amigo Ricky, que dirige um carro velho e é ele que leva Jacob a casa do avô e é ele que atira no mostro.

No filme: O Dr. Golan é mulher. No livro ele é homem e a participação dele é muito ativa e gerou cenas divertidas.

No filme a ilha de Cairnholm e o hotel foram bem fieis ao livro.

No filme o Orfanato parecia bem maior do que no livro.

A temperatura do filme, digo no sentido de tonalidade, cor. Tem um tom azulado, ar sombrio uma musica de fundo que encaixou perfeitamente fazendo o aspecto monotono. Você sente o azul e o cinza. Quando Jacob atravessa a fenda para o outro lado, as cores se tornam vivas, você sente as cores quase como algo palpavel. E isso você consegue sentir no livro tambem, já que Cairnholm é descrita sempre fria e chuvosa.

No filme: A forma como Jacob conhece as Crianças Peculiares não tem nada a ver com a forma do livro. Foi um dos momentos com mais tensão no livro, porque não sabiamos o que esperar, não sabiamos quem eram as crianças da foto, se eram do bem e a descrição dos esconbros da casa deixava tudo ainda mais misterioso, mas no filme criaram uma cena ridicula do Jacob batendo a cabeça e sendo um tonto.

A srta. Peregrine no filme é feliz, ela sorri o tempo todo. No livro ela descrita como uma mulher seria. Talves não seja do conhecimento de muitos, mas a Atris que interpreta ela é a Eva Green que tambem interpretou a Vanessa Ives na serie Penny Dreadful uma serie de suspense sobrenatural, ao qual a atuação eu acha fantastica.

tumblr_o433138sme1qa0s3ho1_250

Então quando eu entendi que a mesma mulher que deu vida a Vanessa, um personagem que eu achei super complexo, iria ser a srta Peregrine, não poderia ter escolhido melhor, a atris é perfeita para a Peregrine DO LIVRO, isso mesmo, do livro, porque o filme pegou a mulher que fez a Vanessa Ives e acredite isso é uma puta referencia e estragou, se não acredita em mim vai assistir Penny Dreadful ta no Netflix.

Nenhum policial vai a porta do Orfanato reclamar das crianças fazerem bagunaça no pub, o que acontece no livro é que depois de atravessar a fenda e correr assustado de volta para o hotel Jacob é confudido com um espião e os moradores o perseguem, e as crianças que ele ainda não conhece, se oferecem para ajuda-lo, mas antes elas mesma acham que ele é um Acólito.

A cena do esquilo que cai e a Olive salva não ta no livro. Na verdade Olive não faz par romantico com Jacob, é a Emma.

giphy-2

Enoch não ressucita os soldadinhos  de barro com corações de galinha como eu achei que veria, mas dois bonecos mutantes que ele criou. Ele os faz lutar até a morte e essa é a unica parte do filme que me pareceu algo que o Tim Burton faria.

Enoch está muito chato no filme, no livro ele é sarcastico e sempre traz humor aos dialogos com suas ironias. No filme dava vontade de odiar.

A Emma no filme parece ser mais velha e uma sombra de Enoch, aff ela é a garota mais cheia de atitude no livro e retiraram tudo dela, a garota produz fogo com as mãos e é toda porradeira, mas no filme ela é pior que a Else, alguem faz um livre estou! nela por favor.

A cena do Victor, o garoto que está morto, não teve nada a ver com o a do livro. Jacob quer saber tudo sobre as Crianças Peculiares e elas querem contar, estão ansiosas e euforicas com ele na casa. E me pareceu que Enoch só queria mostrar o que era capaz de fazer, como por exemplo ressucitar Victor. Mas no filme a cena ficou macabra e curta de um jeito que não fazia sentido.

No filme a cena onde Olive leva Jacob para um mergulho e vão parar dentro de um navio naufragado foi mais que licensa poetica, foi viajar na maionese total. No livro é Emma que leva Jacob para onde um navio naufragou, ele está virado de cabeça para baixo, e ambos caminham sobre o casco como se estivessem caminhando sobre a agua:

“Emma parou de remar e desceu do barco para a água. Entretanto, para minha surpresa, não afundou nas ondas, mas ficou de pé, com água apenas até os joelhos. — É tão raso assim? — disse eu. — Não — respondeu, então pegou uma âncora dentro da canoa e a jogou na água. Ela afundou cerca de um metro e parou de repente com um clang metálico. No momento seguinte o facho de luz do farol passou por nós e eu pude ver o casco de um navio que se estendia para todos os lados a nossa volta. — Um naufrágio! — exclamei. — Era isso que você queria me mostrar? — Quase — respondeu, ainda toda misteriosa. — Vamos, estamos quase lá, e traga sua máscara. — E saiu andando pelo casco do navio afundado. Saí da canoa com cuidado e fui atrás dela. Para qualquer um que nos visse da margem pareceria que estávamos caminhando sobre a água. Andamos até a canoa ficar bem pequena às nossas costas. — Mas, afinal, de que tamanho é essa coisa? — perguntei. — Enorme. É um navio de guerra aliado. Acertou uma mina amiga e afundou bem aqui. Ela parou. — Pare de olhar para o farol por um minuto — disse ela. — Deixe que seus olhos se acostumem à escuridão. Então ficamos parados olhando para a orla e esperamos que as pupilas se dilatassem, com marolas batendo nas coxas. Depois de algum tempo, ela disse: — Tudo bem, agora me siga e respire bem fundo. — Em seguida, ela andou até um buraco escuro no casco do navio (pela aparência, uma porta), sentou-se em sua borda, jogou as pernas para dentro e mergulhou. Isso é loucura!, pensei. Mas coloquei a máscara que ela tinha me dado e a segui. A água se fechou sobre minha cabeça. Olhei para a escuridão envolvente entre meus pés e vi Emma se afastar e descer cada vez mais por uma escada. Agarrei os primeiros degraus e a segui, descendo lentamente até parar em uma superfície de metal, onde ela me esperava. Parecíamos ter descido até uma espécie de compartimento de carga, apesar de estar escuro demais para dizer mais do que isso. Toquei seu cotovelo e apontei para minha boca. Preciso respirar, idiota. Ela deu um tapinha condescendente em meu braço, esticou a mão e pegou um tubo plástico que estava pendurado ali perto, ligado a um cano que subia juntamente com a escada até a superfície. Ela pôs o tubo na boca e respirou por ele, soltando bolhas pelo nariz ao expirar, depois o passou para mim. Botei os lábios em torno do tubo e enchi os pulmões de ar com a maior das alegrias. Estávamos a uns sete metros de profundidade, dentro de um velho navio de guerra, e respirávamos. Emma apontou uma porta a nossa frente, pouco mais que um buraco negro. Sacudi a cabeça. Não quero. Mas ela me pegou pela mão, como se faz com uma criança pequena assustada, e me arrastou naquela direção, levando com a gente o tubo comprido. Passamos pela porta e entramos na escuridão profunda. Por algum tempo apenas ficamos ali, passando o tubo de respiração um para o outro, e não havia nenhum som além das bolhas de nossa respiração subindo e ruídos abafados obscuros de peças quebradas do navio se chocando por causa da corrente. Não poderia estar mais escuro, mesmo que eu fechasse os olhos. Éramos astronautas flutuando em um universo sem estrelas. Mas então algo intrigante e magnífico aconteceu. Uma a uma, surgiram as estrelas, lampejos verdes no escuro, aqui e ali. Sem dúvida eu estava tendo alucinações. Só que mais estrelas se acenderam, e depois mais, até haver toda uma constelação se agitando à nossa volta como um milhão de estrelas verdes piscando, iluminando nossos corpos, refletindo em nossas máscaras. Emma esticou a mão e moveu o pulso, mas, como seu fogo não se acendia embaixo d’água, a mão brilhou com um halo azul cintilante em torno do qual as estrelas verdes se aglutinaram, brilhando e girando, seguindo seus movimentos como um cardume de peixes. Só aí me dei conta de que elas eram exatamente isso.”

tumblr_ob22htdvuv1s01fsdo1_500

Pergunta que eu gostaria que fosse respondida do filme: Se os sapatos de Olive são de Chumbo e ela afunda na agua alguns bons metros para chegar ao navio, como ela faz pra voltar para superficie??

tumblr_o44mblccya1sjhtm9o1_540

A cena da Srta. Peregrine matando o mosntro surgindo da ribanceira, não existe no livro. Pois Eles não podem entrar na Fenda!

Barron é o nome do motorista do onibus escolar de Jacob, ele o vigiava, isso no livro, no filme usam esse como o nome da Dra.Golan que na verdade era homem (meu deuses, por que fizeram essa loucura de mudar os personagens assim gesesuises) enfim, ele não entra na casa com Jacob de refem como acontece no filme. No livro ha uma luta das crianças mais velhas com um Etéreo (Malthus) que está na cidade, na peixaria. Elas foram até la para Enoch ressussitar um morador que morreu de forma estranha e saber o motivo da morte.

No livro acontece uma grande luta no farol, onde Barron/Golan sequestrou Peregrine e a Avocet que estão em sua forma de passaro em gaiolas. As crianças partem para salvar as Ymbryne. Jacob acaba dando um tiro em Golan e é assim que ele morre, ao contrario do filme que é o proprio Malthus que mata o Golan.

As crianças vão embora e deixam a ilha em tres barquinhos de remo!!!!! Não em um navio gigantesco digno do Piratas do Caribe.

Os Personagens Millard Nullings (garoto invisivel) e Bronwyn (a garota forte) tinham uma grande importancia e destaque no livro. Mas no Filme Millard perde para Enoch e Bronwyn é retratada como uma garotinha, quando no livro ela é uma adolescente e os mais novos a vê como uma maezinha.

Como apartir dai nada mais fez sentido acredito ou ser um conteudo do segundo livro que ainda estou lendo ou os produtores pegaram a doença do Pessoal que fez o filme do Percy Jackson e mudaram tudo mesmo. Por que o filme se tornou aquelas sessão da tarde onde os monstros e os adultos maus ficam contra as crianças, juro, só faltou um cachorro.

Jacob parecia um Stormroopers atirando o que vai contra a ideia do livro, já que o avô dele fez questão de ensina-lo.

Os gemeos de mascara que no livro ainda permanecia uma icognita, revelam que seu poder é o mesmo da medusa, quem olha para o rosto deles se torna pedra (isso é novidade, mas eu gostei)

O filme é bom, otima até, mas não pra quem leu o livro.

 Eu poderia descrever ainda mais discrepancias entre o filme e o livro,mas acho que já fiz o suficiente, ne?!

Não deixe de curti e comentar no blog, eu vou adorar saber a opnião de você tambem sobre o filme e o livro!

Até o proximo post Jujubinhas e Amendoinsinhos

bjs de luz

4 Comment

  1. Samuel Salles says: Responder

    o legal é que os gêmeos são Górgonas mas tem um mistério como eles nasceram e quem levou eles até o orfanato foi a medusa?ou uma das irmãs dela ? ou um humano normal? e será que eles já transformaram alguém em pedra antes de ir para o orfanato
    mais uma pergunta como o Victor morreu? isso aparece no livro?

  2. Nilton says: Responder

    Eu quero saber o que aconteceu com os gêmeos nos livros?! Morreram com as bombas que caíram sobre o orfanato ou o que?!?

    1. Giovana says: Responder

      Nos livros, os gêmeos nem são personagens. Jacob só acha uma foto deles e pronto! Eles não estão no orfanato quando o mesmo chega lá.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: