LifeStyle

Carnaval 2016 – Primeira vez num Bloco

20 de fevereiro de 2016

Ano de 2016 eu prometi que seria diferente, seria o ano das realizações e isso incluí fazer coisas que normalmente eu não faria, por exemplo, curtir o carnaval.

Carnaval uma das maiores comemorações do país e eu nunca participei. Minha visão do carnaval era assistida pela Tv aberta, o Sambódromo, artistas nos carros alegóricos, nudez, comercial de cerveja, campanha de camisinha e minha avó maldizendo de tudo, dizendo que tudo era errado e que todos iriam queimar no inferno.

Então minha amiga me envia um zap zap “Vamos pra um bloco de carnaval na Augusta!” minha primeira reação é negar, ficar em casa lavando roupa e assistir mais um episodio, ou dez, de A Hora de Aventura. Mas como eu prometi que em 2016 eu agiria diferente, eu topei.

E veio a duvida: “Com que roupa eu vou, ao bloco de carnaval que você me convidou?” “O que é um bloco de carnaval?” “O que a gente faz quando chegar la?” “Tem que pagar?”

Serio gente, eu não fazia a minima ideia de como funcionava hehehe

Vou falar um pouco do que eu vi por lá e se você assim como eu estiver pensando em ir no próximo ano, já vai estar mais preparado ^_^

picsart_02-08-06.10.53.jpg

O Bloco de Carnaval que eu fui se chamava Bloco do Desmanche, foi na Av. Augusta. Era uma grande festa na rua, as pessoas chegavam com fantasias, na maioria das vezes improvisadas, nada muito exagerado e seguíamos esse carro enorme de som. O que mais gostei foi a escolha das musicas desse bloco, só musicas que fizeram sucesso nos anos 90, vulgo minha adolescência. Então tinha desde É O Tchan à Bonde do Tigrão, foi pura nostalgia, por que eu sabia cantar todas e para minha surpresa dançar muitas.

img-20160208-wa0007.jpg

Fui convidada por uma amiga e lá conheci mais três, saca só nosso look para o bloco, como eu disse as fantasias são improvisadas e vale colocar seu estilo e personalidade nessa hora.

Coroas de princesa, orelhas de Minnie, guirlanda de flores, colar havaiano. O que eu recomendo suuuper, vá com um sapato confortável e fechado, quando você estiver no meio da galera é impossível ninguém pisar no seu pé. Eu fui de All Star branco e ele voltou marrom hihihi.

Um dos pontos negativos foi os comerciantes ambulantes, eram muitos, eles puxavam carrinhos com bebidas e dificultava os foliões, isso mesmo foliões, estávamos curtindo a folia. E um ponto positivo também foi os comerciantes ambulantes, hahaha eitha muie confusa, eu explico gente, estava um calor quase insuportável e era bom ter sempre alguém vendendo água por perto o tempo todo ><

Eu estava com amigas então se movimentar na muvuca seguindo o carro de som era menos ruim, íamos cantando, dançando, rindo muito, fazendo snapchats e a empolgação das pessoas em volta era contagiante! Não sou o tipo de pessoa que gosta de multidão, festa com som alto, e com toda certeza não tenho disposição física para isso, eu sei bem como minhas pernas doíam no outro dia de tanto pular e andar, mas foi uma experiencia reveladora, eu pude ter uma visão diferente do Carnaval, eu pude experimentar qual era a sensação de fazer parte daquilo e gostei. =D

 

 

 

 

Loading Likes...

Only registered users can comment.

Deixe um comentário do que achou do post!

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.